Cirurgia Geral

Intestino Delgado

Intestino Delgado


 

O intestino delgado pode ser dividido em três porções: duodeno, jejuno e íleo. Ele é responsável por mais de 70% de todo trato gastrointestinal e mais de 90% de sua mucosa.

No entanto å ocorrência de tumores malignos nesta região é infrequente. Não se sabe ao certo o motivo desta baixa incidência, mas teorias apontam para:

  • fluxo rápido (reduzindo o tempo de contato entre carcinógenos com a mucosa intestinal),

  • tipo de bactérias que habitam o local,  

  • presença de anticorpos específicos

  • pH alcalino.

 

    Dentre os Cânceres encontrados nesta região ressaltamos  o adenocarcinoma (tipo mias frequente), GIST e os tumores neuro-endócirinos.

 

Os sintomas mais frequentes são:

  • sangramento digestivo,

  • dor abdominal  

  • síndrome de obstrução intestinal (vômitos, distensão abdominal e parada de eliminação de gases e fezes).

 

    O diagnóstico pode não ser tarefa tão simples, uma vez que nem a endoscopia digestiva alta, nem a vídeo-colonoscopia costumam alcançar o intestino delgado para uma avaliação completa. No entanto alguns exames podem auxiliar nesta investigação. São estes: a enteroscopia, a cápsula endoscópica e os exames contrastados do intestino delgado. Muitas vezes a cirurgia, por videolaparoscopia, é indicada com fins diagnóstico e terapêutico na suspeita desses tumores.