Nobel pro Câncer

Dr. Allison do Departamento de Imunologia do MD Anderson Cancer Center (um dos mais renomados hospitais americanos no combate ao câncer) avaliou profundamente o comportamento de uma proteína (PTN) que freia o sistema imunológico deixando o paciente mais suscetíveis a infecções e a ação das células cancerígenas. Seu trabalho consistiu em liberar as células imunológicas para atacar esses tumores. Com isso, desenvolveu uma nova abordagem para o tratamento de pacientes com câncer, onde o sistema de defesa (imunológico) do próprio paciente ataca e mata as células tumorais. Eficiente e muito menos tóxico que a quimioterapia convencional. 🔍 Ao seu lado, mas do outro lado do planeta, Dr, Honjo da Universidade de Kyoto no Japão, descobriu uma PTN nas células do sistema imune E revelou que ela também funciona como um freio. Conceito semelhante ao de Allison porém com um mecanismo de ação diferente. 🔎 O premiação do Nobel indica que a imunoterapia assumirá papel central no combate ao cancer em muito pouco tempo. Ná prática a terapia já é utilizada, porem ainda com timidez e muita a quem do seu potencial. 🔍 Os dois imunologistas vão dividir o prêmio de 9 milhões de coroas suecas (cerca de 1 milhão de Dólares Americanos). 🔎 Ao estimular a capacidade do nosso sistema de defesa em atacar o câncer, os cientistas estabeleceram uma nova ferramenta para enfrentar o câncer. No passado, vírus e bactérias modificadas já tinham sido usadas para infectar o paciente e assim acionar suas defesas naturais. Mas os efeitos sempre foram muito modestos e não replicado em grandes amostras. Isso ocorria por 2 motivos principais: 💡 Primeiro, o sistema de defesa está baseado no reconhecimento do que são células próprias (self) ou não self (invasoras). Como as células cancerígenas são mutações das nossas próprias células na maioria das vezes confundem nosso sistema imune. 💡 Segundo, a multiplicação das células tumorais é tão veloz, múltipla e complexa, que não afinta atuar em uma única das mutações. O mecanisme de defesa deve reconhecer como inimigo tadas as células cancerígenas. Tarefa difícil. 🔍 Os dois ilustres premiados analisaram independentemente , proteínas que atuam como de barreiradas ao funcionamento chamadas células T do sistema imune. 🔎 Após uma ardua jornada que iniciou na década de 90. Apenas em 2012, um estudo clínico evidenciou beneficio consistente e duradouro no tratamento de pacientes com diferentes tipos de câncer. Resultados esses que tiveram resposta surpreendente em pacientes desenganados com tumores metastáticos em estados terminais. 🔍💡🔎 Por fim, os avanços ao combate a este doença tão triste estão vindo a pasdos largas. A esperança nunca deve ser perdida e, os profissionais wue tratam de pacientes com câncer dever estar em constante atualização. Cordialmente. Se curtiram a explicação sigam nossa página 


Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Nenhum tag.
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square