Já pensou nisso?

Por hoje, 2 questionamentos: - Com que antecedência (quanto tempo) você começa a arrumar a sua mala pra sair de férias em uma viajem longa e demorada? E se essa viajem fosse pra sempre? - Se vc fosse o seu médico. Vc gostaria ou não de saber que está com uma doença grave e limitante como é o Câncer?  Muitos familiares de pacientes me pedem: “doutor, não conta pra ele que ele tem câncer não! Quero poupa-lo...” como agir? O que vc faria? 🙏🏻

Este questionamentos está totalmente vinculado a primeira questão. Alguns pontos devem ser reafirmados: - o seu paciente não é o familiar. O seu paciente é o “doente em questão”. Lógico que a família deve ser envolvida integralmente no processo. Cabe ao médico orientar e esclarecer aos familiares. - É dever do Médico e direto do paciente, se lúcido e sem contra-indicação médica , dar e tomar ciência do diagnóstico, prognóstico e opções de tratamento. - Não existe paciente fora de possibilidade terapêutica. Sempre há o que fazer. O que muda é o objetivo. Nem sempre conseguimos conseguimos através da medicina oferecer um tratamento com intuito curativo. Muitas vezes a doença em questão está muito avançada e o que podemos e devemos oferecer é conforto, suporte e dignidade nesta hora crítica. Pode parecer pouco mas é MUITO! Quando vamos fazer uma viagem longa, começamos a arrumar nossa mala com semanas de antecedência. Imagine numa situação de doença avançada e com risco real de morte. O paciente tem o direito tomar ciência de sua condição e possibilidades, até para poder arrumar sua mala. Dar um último beijo. Os últimos abraços de despedida. Fazer a pazes com velhos amigos. Dizer as palavras que nunca teve coragem mas vão apaziguar seu coração, buscar refúgio em sua fé seja ela qual for, cobrar e pagar suas dívidas, dizer eu te amo, passar suas últimas lições a seus filhos e, até mesmo, se organizar financeiramente: partilha de bens em vida ou fazer um testamento pra fazer valer sua vontade. Cada um tem sua prioridade, mas esse direito não pode e não deve ser retirado pelo médico. Minha humilde visão da questão. Você enxerga de um modo diferente? Cordialmente. Dr. Antonio Felipe Santa Maria  


Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Nenhum tag.
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square