Câncer de colo uterino

O câncer do colo de útero infelizmente ainda é um tumor frequente nas mulheres brasileiras. 80 a 90% dos casos são do tipo carcinoma epidermóide (causado pelo HPV) e 10 a 20% sao de outros tipos, em especial o adenocarcinoma. Nas estatísticas populacionais mundiais, parece haver uma tendência a inversão lenta dessa balança. Aumento dos casos de adeno e redução do epidermóide (maior controle do HPV). Para os casos iniciais a cirurgia ainda é a medida mais efetiva, mas para tumores grandes >4cm, que invadem vagina ou parâmetros (tecido que sustenta e alimenta o útero) a cirurgia geralmente é contraindicada e dá lugar à radioterapia, quimioterapia e braquiterapia (um tipo de radioterapia localizada e focada no colo uterino). Hj se estuda muito o efeito da quimioterapia como tratamento inicial nesses casos mais avançados, afim de reduzir a lesão tumoral e permitir uma cirurgia em seguida. Os estudos ainda são iniciais mas tem havido resultados promissores. Vamos ficar de olhos bem abertos nos avanços das pesquisas pois, em futuro próximo, isto potencialmente pode significar melhores resultados em cura e quem sabe uma maneira de manter à fertilidade desses mulheres. Lembrando que o câncer de colo uterino atinge frequentemente mulheres em idade fértil. Olhos bem abertos 👀 


Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Nenhum tag.
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square